Brasil
Auxílio Brasil: governo inclui mais de 556 mil famílias no programa social

Publicado em 10/02/2022 13:27

Reprodução

Ministério da Cidadania incluiu mais 556,54 mil famílias no Auxílio Brasil em fevereiro. Com isso, informou a pasta, a fila do programa permanece zerada. Ainda de acordo com o governo federal, o benefício agora vai contemplar 18,05 milhões de famílias — antes eram 17,5 milhões —, com um total desembolsado de R$ 7,3 bilhões (eram R$ 7,1 bilhões até janeiro). Os pagamentos do mês começarão na próxima segunda-feira (dia 14).

Os beneficiários que têm Número de Identificação Social (NIS) com final 1 receberão no primeiro dia de repasses, como de costume. As transferências vão acontecer de 14 a 25 de fevereiro, sempre nos dias úteis, até que aqueles com NIS de final 0 recebam o pagamento.

As famílias incluídas na folha de pagamento do Auxílio Brasil em fevereiro já começaram a receber notificações dos pagamentos a serem feitos, mas a mensagem informa apenas um valor parcial, pois a folha ainda está em processamento.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Valores totais, incluindo o chamado benefício extraordinário, que eleva o mínimo do Auxílio Brasil para R$ 400 — montante a ser pago somente até dezembro de 2022 —, só serão informados nos canais de consulta a partir da próxima segunda-feira.

Em caso de dúvidas, há três canais de atendimento disponíveis para os beneficiários. O número 121, do Ministério da Cidadania, é a central para fazer denúncias e receber informações. O número 111 é o canal de atendimento ao cidadão da Caixa, que informa sobre o cartão e o saque do benefício. Também é possível acompanhar as principais informações sobre o programa pelo aplicativo Auxílio Brasil.

Cartas enviadas pela Caixa

As novas famílias contempladas também vão receber, via Correios, no endereço informado durante o cadastramento, duas cartas encaminhadas pela Caixa: a primeira com orientações gerais sobre o Auxílio Brasil e a segunda com o cartão para movimentação bancária do benefício.

O cartão é gerado automaticamente em nome do responsável familiar. Com isso, a pessoa pode fazer saques parciais ou no valor integral do benefício. Pelo aplicativo Caixa Tem, o beneficiário também pode pagar contas, realizar transferências e consultar extratos, entre outros serviços.

Têm direito ao benefício as famílias em situação de extrema pobreza, com renda familiar mensal per capita (por pessoa da casa) de até R$ 105; aquelas em situação de pobreza, cuja renda familiar mensal per capita não passe de R$ 210; e as famílias em regra de emancipação.

Segundo as regras do Auxílio Brasil, as famílias que tiverem aumento da renda mensal acima do valor estipulado para o perfil do programa — de R$ 210 por pessoa — e que apresentem em sua composição crianças, jovens de até 21 anos ou gestantes, e este aumento não ultrapassar o valor de R$ 525 por pessoa, poderão permanecer no programa por até 24 meses, sem que o benefício seja cancelado em razão desse aumento. São as famílias em regra de emancipação.


Postado por Redação

Publicidade

©Copyright 2007-2022 Todos os direitos reservados

ArarunaOnline.com