Paraíba
Governador assina protocolo para instalação de porto seco na Paraíba com geração de 224 empregos; saiba como funciona

Publicado em 16/01/2023 17:43 Atualizado em 27/01/2023 10:52

Reprodução

O governador João Azevêdo assinou, nesta segunda-feira (16), protocolos de intenções com as empresas Agesbec e Mariza Foods. As duas companhias devem gerar 404 empregos diretos e indiretos com a instalação de suas unidades na Paraíba. A Agesbec vai instalar um porto seco no município de Caaporã, no Litoral Sul paraibano, com fluxo de cargas dos portos e aeroportos da região, principalmente da Paraíba e de Pernambuco.

O empreendimento da Agesbec vai gerar um investimento inicial de R$ 20 milhões, previsão de faturamento de R$ 11 milhões. Serão gerados também 224 empregos diretos e indiretos, segundo informações obtidas pelo ClickPB.

O que é porto seco e como funciona?

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

De acordo com dados obtidos pelo ClickPB, o porto seco Agesbec será um terminal intermodal diretamente ligado aos Portos de Suape e Cabedelo e aeroportos, onde os clientes poderão entregar e coletar suas cargas. Através dele será possível regular o fluxo de veículos, atendendo os terminais portuários e aeroportuários; evitar congestionamento nos acessos aos portos e aeroportos; e consolidar as cargas na região de produção ou consumo.

Ainda segundo a empresa, o porto seco ajudará a melhorar a competitividade dos portos e aeroportos em sua região de influência, além de promover a integração regional, melhorando a acessibilidade e atraindo novos investimentos privados; desenvolvendo municípios nos quais atuam, gerando emprego, recolhendo impostos e atraindo empresas de serviços correlatos; concentrando fluxos logísticos das cargas que circulam nas cidades portuárias, diminuindo o congestionamento, melhorando a qualidade de vida da população e reduzindo o impacto no meio ambiente.

A Estação Aduaneira Interior – EADI, ou porto seco, é um recinto alfandegado, local onde podem se realizar todos os trâmites processuais necessários para a liberação de mercadoria, tanto na importação como na exportação, localizada em zona secundária. Seu objetivo é prestar serviços públicos de movimentação e armazenamento de mercadoria importada ou exportada, sob controle aduaneiro. Nela, também são executados outros serviços, como despacho aduaneiro, acondicionamento/recondicionamento e montagem de mercadorias importadas.


Postado por Redação

Publicidade

©Copyright 2007-2023 Todos os direitos reservados

ArarunaOnline.com