Paraíba
Paraíba apresenta crescimento de 30,7% na criação de caprinos, aponta Sebrae

Publicado em 23/08/2022 00:31

Reprodução

A Paraíba apresentou no período dos últimos cinco anos um crescimento de 30,7% na criação de caprinos, conforme dados do Boletim Técnico do Agronegócio Rebanhos da Paraíba produzido pela Usina de Dados do Sebrae/PB, um ecossistema de criação e divulgação de informações inteligentes e relevantes para os pequenos negócios. A identificação da expansão do rebanho caprino sobre o território paraibano tem como referência o ano de 2016, quando o estado concentrava 566.153 mil animais, comparado ao ano de 2020, período que foi registrado o total de 739.915 cabeças.

Ainda conforme os dados, a mesorregião da Borborema é a que apresenta o maior número de cabeças do rebanho caprino, representando o percentual de 57,2% do total. São 423.352 animais e restante localizados nas demais regiões do estado, sendo o Sertão tem 171.234, o Agreste 133.394 e a Mata Paraibana 11.935.

Considerando a estatística por município, o levantamento também revela que o território de Monteiro lidera a concentração do rebanho caprino, com 34.000 cabeças, seguido de São João do Tigre (27.265) e Sumé (25.700).

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

De acordo com a gerente regional do Sebrae/PB em Monteiro, Madalena Arruda, o crescimento do rebanho é resultado de uma série de ações que visam o fortalecimento da prática da caprinocultura. “A atividade âncora, especialmente na microrregião do Cariri que está inserido dentro da Borborema, sempre foi a caprinocultura e um dos principais fatores desse crescimento recente é o trabalho que vem sendo feito ao longo de anos pelo Sebrae e demais instituições parceiras, com o desenvolvimento de políticas públicas, abertura de acesso ao mercado, capacitações, projetos de melhoramento genético, assim como a própria organização de feiras. Tudo isso colabora para o fortalecimento da cadeia produtiva”, disse.

Além do aspecto produtivo gerado pela própria cadeia que envolve a caprinocultura, Madalena Arruda, explica que outros segmentos econômicos da região são contemplados com a geração de novos negócios. “A partir da atividade da caprinocultura hoje nós temos a criação de rotas turísticas, o que gera novos negócios e mais desenvolvimento para a região. Então essa cadeia produtiva representa um grande eixo de desenvolvimento”, concluiu.

Paraíba Agronegócios – No período de 11 a 18 de setembro, a Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa/PB) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural da Paraíba (Senar/PB), com o apoio do Sebrae/PB promovem o evento Paraíba Agronegócios. A programação será realizada no Parque de Exposições de João Pessoa, com diversas ações de negócios, incluindo a exposição de animais, capacitações e divulgação de produtos paraibanos.

Sebrae 50+50 – Em 2022, o Sebrae celebra 50 anos de existência, com atividades em torno do tema “Criar o futuro é fazer história”. Denominado Projeto Sebrae 50+50, a iniciativa enfatiza os três pilares de atuação da instituição: promover a cultura empreendedora, aprimorar a gestão empresarial e desenvolver um ambiente de negócios saudável e inovador para os pequenos negócios no Brasil. Passado, presente e futuro estão em foco, mostrando a evolução desde a fundação em 1972 até os dias de hoje, com um olhar também para os novos desafios que virão para o empreendedorismo no país.


Postado por Redação

Publicidade

©Copyright 2007-2022 Todos os direitos reservados

ArarunaOnline.com