Paraíba
Reconhecimento: paraibanas recebem Prêmio Sebrae Top 100 de Artesanato
Vencedores da 5ª edição foram apresentados durante cerimônia realizada no Rio de Janeiro. Objetivo é valorizar e divulgar as melhores práticas do país

Publicado em 19/11/2022 07:44

Reprodução

As peças em crochê criadas pelas artesãs da Associação das Crocheteiras e Condutores de Turismo do Lajedo do Marinho, localizada no município de Boqueirão, e o bordado da artesã Maria da Silva Fialho, de João Pessoa, receberam, na noite desta quinta-feira (17), o Prêmio Sebrae Top 100 de Artesanato. Em sua quinta edição, o prêmio é um reconhecimento da importância econômica, social e cultural do artesanato para o Brasil.

A cerimônia de premiação, que reuniu a maior parte dos vencedores de todo o país, foi realizada no Centro Sebrae de Referência do Artesanato Brasileiro (Crab), no Rio de Janeiro. Na ocasião, os ganhadores receberam um diploma que os autoriza a usar o selo do prêmio por três anos, identificando as unidades produtoras de artesanato como as mais competitivas do Brasil, tanto pela qualidade dos seus produtos, como por suas práticas de gestão.

Além da possibilidade de uso do selo, os vencedores também integram um catálogo comercial e são divulgados em vídeos no portal do Sebrae, mostrando suas boas práticas de produção e gestão. Trabalhando com o bordado filé desde os seus cinco anos, a artesã Maria Fialho, que tem um ateliê com seu nome, destaca que “participar do Top 100 é o maior sonho de todos os artesãos”. Além de comercializar seus produtos na capital paraibana, a artesã também multiplica os conhecimentos sobre a sua arte, ensinando o ofício para outras 12 mulheres na Fundação Pedro Américo.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Por sua vez, a artesã Carmen Lúcia Ferreira, que representou as 14 crocheteiras da associação do Lajedo do Marinho, destacou a importância do prêmio para o trabalho que o grupo desenvolve na região desde 2014. “Ter o selo do Top 100 é certeza de divulgação”, enfatizou Carmen, ao acreditar no aumento das vendas após o recebimento do prêmio.

Na avaliação do analista técnico e gestor do artesanato no Sebrae/PB, Jucieux Palmeira, as duas artesãs premiadas, que são atendidas pela instituição, simbolizam a qualidade e a beleza do artesanato paraibano, reafirmando a sua importância econômica e social para o estado.

“O Prêmio Sebrae Top 100 engrandece ainda mais o trabalho que realizamos com o artesanato paraibano, aumentando a nossa responsabilidade e compromisso com os artesãos. Além do reconhecimento, receber esse prêmio se torna um diferencial competitivo para os artesãos, que serão mais conhecidos não só na Paraíba, como também de forma nacional, por sua qualidade estética, inovação e gestão da produção”, afirmou o analista. Além de Palmeira, também participou da cerimônia de premiação realizada no Rio de Janeiro o gerente da Unidade de Desenvolvimento Territorial e Políticas Públicas do Sebrae/PB, Luciano Holanda.

Sobre o Top 100 – Ao todo, a quinta edição do Prêmio Sebrae Top 100 de Artesanato recebeu mais de 1.100 inscrições de todas as regiões do país. Para a escolha dos vencedores, foram realizadas três etapas. Na primeira, foram avaliados o produto e o processo. Na segunda, a gestão em todas as suas fases, desde as relações trabalhistas até as fiscais. Por fim, ocorreu uma avaliação de notório saber dos artesãos, que resultou na escolha dos 100 melhores do Brasil. Mais informações sobre o Prêmio Sebrae Top 100 e os seus vencedores estão disponíveis no site https://www.top100.sebrae.com.br/.

Sebrae 50+50 – Em 2022, o Sebrae celebra 50 anos de existência, com atividades em torno do tema “Criar o futuro é fazer história”. Denominado Projeto Sebrae 50+50, a iniciativa enfatiza os três pilares de atuação da instituição: promover a cultura empreendedora, aprimorar a gestão empresarial e desenvolver um ambiente de negócios saudável e inovador para os pequenos negócios no Brasil. Passado, presente e futuro estão em foco, mostrando a evolução desde a fundação em 1972 até os dias de hoje, com um olhar também para os novos desafios que virão para o empreendedorismo no país.


Postado por Redação

Publicidade

©Copyright 2007-2022 Todos os direitos reservados

ArarunaOnline.com